20/11/2011

Amar é...

Amar é sentir a crueldade do mundo, é ter todos os motivos para viver sozinha e ainda assim querer compartilhar a sua vida com outra pessoa!

21/10/2011

Arnaldo Jabor???

Ontem um amigo postou um texto do Arnaldo Jabor que falava sobre solidão.
Fiquei pensando o quanto somos solitários e o quanto tememos dividir nossa vida com alguém. O quanto é complicado compartilhar o dia-a-dia com outra pessoa, e principalmente o quanto os relacionamentos estão tão instáveis que não suportam a convicência.
Não existe relação sem briga. Se você com seus pais, vai ter briga, se mora com uma amiga, tem briga, se mora com irmãos, nem se fala. Então por qual motivo as pessoas acreditam que não possa haver brigas entre casais? E quem disse que somente briga quem não se ama?

Silêncio, por favor!

 As vezes é tão insuportavelmente delicioso ficar somente com o silêncio de nossos pensamentos... é tão difícil realizar essa proeza que sofremos com a ideia de estarmos sós.
Descobri que não tenho medo da solidão e sim do excesso de barulho. Não sei lidar com zonas de barulho por muito tempo!!!

27/09/2011

Tenho em mim todos os sonhos do mundo!

Tem coisas que são além de inexplicáveis. Tem pessoas que acreditam em reencarnação e tem quem acredite que após o último fechar de nossas pupilas, nada mais seremos além de adubo. Carne que se vai, pele que tanto cuidamos sendo absorvida pelo solo e pelas larvas que vão lentamente nos degustando... tudo o que levamos conosco é o que cabe naquela caixa apertada e cheirando a flores velhas, tudo o que temos é o que nos colocaram o que outros acharam ser necessário para aquele momento...
O que fica? Não levamos muita coisa, levamos nossas lembranças, enterramos conosco nossas memórias, nossos sonhos, nossas vontades e nossos medos... ficam para traz os que amamos, os que fugimos por medo de não ser feliz, os que não tivemos coragem para dizer o quanto os queremos em nossas vidas... ficam para traz os amigos que ainda nos restam depois de tanta correria que a vida tem, depois de tantos jantares desmarcados, tantas idas ao cinema canceladas... 
Nossas memórias vão conosco, mas ainda estamos ali na mente dos nossos queridos, na memória fresca daqueles que foram depositar uma última flor, uma última lembrança de sua existência... a última tentativa de se fazerem notar em nossas vidas... estão todos conversando, segurando o riso das buscas por memórias singulares... todos no mesmo consenso: "Era uma pessoa cheia de vida!". Todos somos, até aquele momento... 
Somos tão cheio de vida que nem temos tempo para viver. Estamos sempre cansados, buscando motivos parta nosso recluso, estamos estressados, adiamos a cervejada do final de semana, saímos correndo quando o chefe liga, mas não corremos com a mesma vontade, com a mesma pressa quando os que nos amam nos buscam, nos querem...
As lágrimas caem, é inevitável. Houvi certa vez que as pessoas não choram pela ausência do outro e sim pelo medo da chegada de sua hora, pelo medo de não estar sabendo aproveitar a sua vida... achei graça, mas não discordei...
Eu choro, seja em nascimento, em casamento, em partidas com ou sem despedidas, choro pelo espaço vazio que ficará. Sei que tudo é mutável, mas como ficar sem aquela pessoa... choro em casamento pela falta de tempo que terão de agora em diante para os amigos, choro em nascimentos, por saber que a partir dali, a partir daquele momento tudo mudará e as prioridades não mais serão o churrasco... choro quando alguém bem próximo muda de cidade, choro feito criança... soluço e peço colo. Choro quando sou magoada, choro quando causo mágoas... choro... deixo as lágrimas lavarem o meu corpo, deixo que tudo o que sinto saia de dentro de mim... depois dou um sorriso, passo um batom, arrumo o cabelo. Me olho demoradamente no espelho e penso: "Ainda não estou em uma caixa, ainda posso seguir em busca de meus sonhos, ainda posso me permitir almejar o inalcançável!". Ligo para algum amigo, busco um que esteja livre e vou para a rua dar risada das tragédias que a vida nos presenteia. Acho graça de tudo o que é complicado, de todas as pessoas amargas, de todas as desculpas esfarrapadas que dei e que recebi, acho graça do que me fez chorar e assim vu ganhando energia e força para seguir um dia de cada vez, no espaço, no meu tempo... no meu mundo!

18/08/2011

Complicada e perfeitinha!

Nunca tentei e nem ousei ter a pretensão de ser perfeita! Sempre admiti minhas imperfeições e minhas falhas me tornam o que sou!
Sou consciente de meus erros, de minhas escolhas e mais ainda de meus acertos que outrora pareciam tanto com atos errôneos. Não tomei minhas decisões sentada em uma mesa de bar, apesar de muito ter refletido com um copo na mão. Não saí de forma desenfreada buscando algo intangível, imaginário...
Não estava em busca de uma utopia...
Minhas escolhas, minhas certezas, meus rumos eram sempre em prol da mesma causa. É esta causa que eu continuo defendendo com unhas e dentes. É por isso que lutei, que me desprendi, que me permiti sofrer para que depois pudesse com toda a certeza do mundo, dizer o quanto estou bem, o quanto sou FELIZ POR SER O QUE SOU, POR SER QUEM SOU!

02/07/2011

TEMPO!! QUANTO TEMPO!!

Tempo de trabalho, estudo, pesquisa, namoro... tempo de amar... tempo para amar... tempo para estudar... trabalhar, tempo de dar risadas, tempo para tomar café... tempo de hábitos novos, tempo de reconstrução... tempo de limpeza de armários, tempo de promover um brechó... tempo de buscar o novo, de deixar o velho, tempo de crescimento, de buscas e de encontros... tempo de estar junto, de estar sozinho, de estar envolvido... tempo de deixar para lá, de dar importância ao que não deveria, tempo de desencanar... tempo de tudo, tempo para tudo...
TEMPO DE VIVER!!!
TEMPO AGORA!!!
TEMPO HOJE!!!
TEMPO AMANHÃ!!!
TEMPO DE SER!!!

01/07/2011

Facebar

Eu descubro cada coisa aleatória na internet... faço parte de várias mídias sociais, agora a última que descobri é o Facebar, a primeira rede social para apreciadores de bares, botecos e restaurantes!
É simples de se cadastrar e fácil para entender o seu funcionamento.
O endereço do meu perfil é este: http://www.facebar.com.br/portal/profile/?ui=769
Entra lá e vamos compartilhar os melhores lugares para encher a cara e dar muita risada!!!

05/06/2011

Palavras voltem para mim!

Estou a tanto tempo querendo escrever aqui, mas sempre me fogem as palavras... talvez pelo motivo de que tem dias onde prefiro ouvir uma música, ver umas fotos, assistir a um bom vídeo ou passar horas batendo papo... do que estar escrevendo para o nada virtual!
Sei que a internet abrange o mundo todo, que milhares de pessoas podem estar perdendo seus tempos dando atenção para este blog, ou nenhuma pessoa está fazendo isso...
A internet é assim, você pode estar conectado com o mundo todo ou simplesmente estar em um vazio virtual... tem dias que você vive as duas coisas em frações de segundos...
Perdemos nossos tempos escrevendo para pessoas que nunca vimos, falamos para amigos recém feitos através das mídias sociais o quanto gostamos deles... mas quanto tempo gastamos com nossas vidas reais, quanta energia desprendemos para demonstrar para os nossos amigos que estão perto o quanto os amamos???
Tenho vivido muito mais na frente do computador do que na frente das pessoas. Não estou reclamando, para mim isso tem sido ótimo, a minha motivação é o amor encontrado através das ferramentas virtuais... Antes de encontrá-lo o meu mundo REAL era extremamente VIRTUAL. Meu relacionamento pode até ter começado de forma virtual, porém é o mais REAL que existe!
Definitivamente, sou viciada neste mundo tecnológico, não vivo sem internet, tudo que eu faço é através desta ferramenta, seja em casa, no trabalho, no ônibus... 24 horas conectada migrando entre a super-população e o vazio virtual. O importante é mesmo que virtualmente eu sempre lembro aos que amo o quanto os amo!
Amo o meu namorado mais que tudo, não sei o que seria de mim sem meus amigos, tenho uma família maluca que eu sou eternamente apaixonada, fiz alguns amigos pelo mundo, outros estão espalhados por aí e através desta Senhora de quase 50 anos, chamada internet, eu me mantenho em contato com todos!!!!
Beijão meus queridos!!!
Obrigado Sra. Internet !!!

29/05/2011

Inquietude Inexplicável!

Tinha muito tempo que não me sentia vazia, sozinha... a sensação de desconforto e inquietação tem voltado aos poucos, como se algo esteja saindo do rumo certo...

27/05/2011

1, 2, 3 respira...

Tem momentos na vida que precisamos que alguém nos lembre da necessidade de respirar... Fazemos tantas coisas ao mesmo tempo, tantos compromissos e prazos que NÓS ficamos em segundo plano em nossos planejamentos.

13/05/2011

Ei, cadê?

Eu sempre cansei rápido das coisas, sempre precisei de emoções na minha vida, coisas que dessem sentido para eu sair da cama cedo e voltar tarde... estou sofrendo de tédio na minha vida, não sei o que está errado, o que está me incomodando. Está tudo perfeito, acontecendo de uma forma certa em um tempo certo, mas falta algo, falta alguma coisa comigo, não sei o que é!

21/04/2011

Somos amigos, amigos do peito, amigos de uma vez...

Eu sempre me considerei uma pessoa de SORTE por ter pessoas queridas sempre por perto!
Já morei em muitos lugares, muitos estados, muitas cidades... algumas pessoas permaneceram na minha vida, outras perderam-se entre as estradas que trilhei. De uma forma ou de outra, sempre busquei manter contato com queridos, poderia ser uma conversa rápida, oi deixado off line, uma carta enviada sem resposta... Nunca esperei receber em troca a mesma atenção e/ou carinho desprendido, sempre acreditei que o importante era conseguir fazer com aqueles que eu julgo importantes na minha vida soubessem disso.
Tenho AMIGOS, mais que especiais. Tenho pessoas que mesmo morando na mesma cidade, não conseguimos nos falar com frequencia, mas quando nos encontramos nas ruas, no ônibus, no supermercado... enfim, quando nos vemos, temos um enorme prazer em saber que o outro está bem.
Tenho torcedores silenciosos, outros nem tanto.
Gosto de cultivar as minha amizades, mesmo pensando diversas vezes que faço pouco por eles. Temos uma cumplicidade, uma troca... uma torcida mútua pelo encontro da FELICIDADE! Somos capazes de palavras duras quando necessário, e do maior dos carinhos quando precisamos (as vezes nem precisamos, mas é tão gostoso).
Não tenho pensar de outra forma a não ser que sou uma PESSOA DE MUITA SORTE! Não tenho o direito de reclamar da minha vida, sempre que eu precisei, vocês estiveram ao meu lado, de suas formas diferentes, de suas terras distantes ou perto, mas de alguma  forma me deram suas atenções e carinho.
Muito obrigado por fazerem parte da história da minha vida!
Muito obrigado por toda torcida que recebo!
AMO MUUUITO TODOOOOS VOCÊS!

20/04/2011

Texto especial para um querido amigo!

Estar apaixonado é mais do que um estado de espírito. É uma arte. É uma benção!


Estar apaixonado é ver a vida cheia de cores, é saber dar valor aos primeiros raios solares, a primeira estrela brilhante no céu, ao dia de chuva, ao dia na praia... Quando se está apaixonado não existe tempo ruim, não existem problemas. As coisas se tornam menos complicadas. Ficamos visivelmente mais felizes, somos donos de grandes gestos, apenas para nos aproximarmos do objeto de desejo.

Desejamos. Ah! Como desejamos! Não temos tempo para pessoas mal humoradas, brigas tolas, palavras mal colocadas... Nosso tempo é paralelo ao tempo mundano. Comemos pouco, dormimos pouco e nada, absolutamente nada disso afeta o bom funcionamento de nosso organismo. Choramos de emoção, nos emocionamos por coisas simples... Valorizamos, colocamos em um pedestal nosso ser almejado... Não temos vergonha de nossos sentimentos, pelo contrário, queremos GRITAR AO MUNDO o quanto ESTAMOS FELIZES!

Despertamos invejas, acreditamos nisso como se fosse uma verdade absoluta.

Uma mensagem de poucas linhas nos deixa com o sorriso de orelha a orelha. Somos todos adolescentes, independente de nossas idades cronológicas. Já comentei que ficamos atemporais? Afinal o tempo é algo relativo...

Somos assim... Queremos aquele outrem MAIS QUE TUDO NO MUNDO! Despertamos sua atenção! Somos correspondidos! DELÍCIA! Troca de carinho, de querer estar juntinho a todo momento, não saber como vivemos até hoje sem essa pessoa a nosso lado... temos tudo isso, toda essa magia acontecendo... é tudo tão gostoso, tão bom... e como a maioria das pessoas está neste momento? Curtindo claro!!! NÃO! A maioria das pessoas está perdida, sem saber o que fazer, como agir... sem acreditar que seja merecedora de tanta coisa boa na vida... a maioria perdeu seu rumo, pois alcançou o que MAIS QUERIA NA VIDA e agora o que fazer com o resto da sua vida?

Ah, eu sugiro escolher continuar se permitindo SER FELIZ! Brincando de transformar sentimentos, brincando de curtir cada minuto do dia... brincando... simples assim, deixando a vida menos monótona e mais divertida... VAMOS BRINCAR DE TRANSFORMAR! ATENÇÃO EM CARINHO, CARINHO EM PAIXÃO, PAIXÃO EM AMOR... PERMITA-SE SER AMADO! PERMITA-SE AMAR! PERMITA-SE VIVER!

Se as coisas não estão bem. Não se preocupe isso só significa que ainda não chegamos ao final, porque TUDO SEMPRE ACABA BEM NO FINAL! PERMITA-SE ACREDITAR! PERMITA-SE NESTA VIDA A SIMPLESMENTE SER UM BOBO APAIXONADO! É MUITO MAIS LEGAL DO QUE SER UM IDIOTA MAL HUMORADO!

Não pense que somente poderemos ser FELIZES quando temos alguém ao nosso lado. APAIXONE-SE PRIMEIRAMENTE POR VOCÊ! DEPOIS DISSO O UNIVERSO TE TRARÁ TUDO DE BOM!

16/04/2011

Até dia desses eu não...

Até dia desses eu não acreditava em alma gêmea, em encontros ao acaso, em envolvimento...
Até dia desses eu não acreditava que se pode ser feliz apenas com pequenas palavras recebidas ao dia...
Até dia desses eu não acreditava que pudesse me entregar verdadeiramente para alguém. Não acreditava em muitos sentimentos, e me acreditava impenetrável às baboseiras proferidas por apaixonados...
Até dia desses eu acreditava praticar o desapego, ter pensamento prático sobre sentimentos...
Até dia desses eu não compreendia como uma mulher poderia desejar tanto um outro alguém...
Até dia desses eu ainda não havia encontrado alguém capaz de provocar tantas reações em mim...
Até dia desses eu era apenas uma pessoa insatisfeita e em uma busca constante por algo que nem mesmo eu sei explicar...
Até dia desses eu não sabia o quanto é bom estar apaixonada...
Até dia desses eu não tinha você na minha vida!!!!

24/03/2011

????


Acabo de acordar de outro encontro com você...
Fico me perguntando o que você fez, como pode ter me enfeitiçado desta forma??? Como posso eu estar tão vidrada em uma pessoa que eu desconheço... Chego a sentir certo medo, certa dúvida. Não seria isso apenas uma carência excessiva de minha parte??? Porém essa dúvida dissipa-se no momento que volto a falar com você. Não é carência, é encantamento, é ver que existe no mundo uma pessoa que tem a capacidade de entender-me sem que eu faça qualquer esforço para isso. É uma questão de afinidade, de quereres, poderia pensar que a vida é uma desgraça, faz com que eu encontre uma pessoa maravilhosa há quilômetros de distância, mas a distância é algo que pode ser facilmente concertado...
Já admirava o seu trabalho, era uma fã calada, sempre ficava admirando suas obras em silêncio, vez ou outra passava seus trabalhos adiante para que outras pessoas tivesses o privilégio de verem imagens tão belas, tão expressivas... Honestamente, sempre te considerei carinhoso e de uma simpatia impar, mas jamais me imaginei enamorada por você. Até mesmo porque eu não buscava um romance, apenas contava com um amigo querido que fornecia dicas valiosas sobre um novo hobby... Não foi difícil encartar-me por você, sua timidez inicial e ainda aparente em alguns momentos é algo que mostra sua alma sensível e doce...
Estou adorando o que temos hoje, e curto muito mais quando leio você escrevendo que quer mais do que temos, que isto é bom, mas que quer deixar ainda melhor... Sinto que logo vamos nos ver, olhar no olho e a partir daquele momento saberemos o que fazer  um com o outro...
Não estamos escrevendo um manual de sobrevivência, estamos dia a dia nos munindo de mais desejo de mais certezas... Estamos de uma forma vanguardista, nos conhecendo, sabendo mais sobre o ser desejado, vendo o quanto humanos somos... Virtualmente nos completamos.
Não nos encontramos em sites de encontros, mas nos encontramos em um mundo virtual maluco e estamos seguindo, por enquanto por este mundo, só imaginando o dia do nosso encontro real. O Teu EU virtual me afeta muito, e aumenta cada dia o desejo de encontrar o teu EU real... A forma que você demonstra seu desejo por mim faz com que eu acredite que vamos nos encontrar e daí para a frente só o tempo poderá dizer o que vai rolar...
Neste momento da minha vida posso dizer seguramente que te desejo muito!

01/03/2011

Neste momento meu blog não poderia ter nome mais adequado ao que eu quero focar.
Soube da notícia com dias de atraso, fui lendo e me interando do ocorrido, cada texto, cada vídeo, cada alusão me deixava entre perplexa, chocada e revoltada. Não estou com esses sentimentos como exclusivos ao motorista do Golf Preto. Aplica-se também aos comentários que tenho lido.
Farei das palavras de Renata Falzoni, as minhas:
"Mandei um twitter sobre essa barbárie e o comentário de um seguidor diz o seguinte:
“belo dia estava atrasado para um compromisso, ciclistas fecharam a rua num protesto. vc acha certo isso? é barbaro porém explicavel”

Sim de fato para tudo há uma explicação. Bin Laden e Hitler são "explicáveis" e nesse caso a "explicação" é simples:

No Brasil impera a lei do mais forte. Alguns cidadãos motoristas comportam-se como donos e justiceiros das ruas. Pedestres e ciclistas estão condenados a morte por “atrapalharem” o trânsito e não raro levam a culpa pelo seu infortúneo, como fica claro na declaração do Delegado Gilberto de Almeida que já se esmera em colocar a culpa pelo ocorrido nos ciclistas.

Se a rua estivesse bloqueada por 150 carros congestionados, jamais passaria pela cabeça desse motorista ultrapassar por cima de seus iguais, pois carros congestionando o trânsito e imobilizando as ruas é o “normal”.

Quando 150 ciclistas movem-se por uma rua que não estava bloqueada e sim usada por ciclistas naquele trecho e momento, é “explicável” ele se irritar e deliberadamente passar por cima dos ciclistas com o intuito único de assassiná-las?

Explicável sim, mas não justificável. É crime, é tentativa de assassinato. As cenas são claras. O motorista mesmo tendo três ciclistas em cima do capô de seu carro continua a atropelar as pessoas e foge. Isso não é um acidente, é tentativa de assassinato onde a arma usada é o próprio carro.

Agressividades como essa nós pedestres e ciclistas testemunhamos todos os dias nas ruas desse país, e denunciar essa situação era justamente o motivo de naquele momento haver tantos ciclistas nas ruas. Era o dia da Massa Crítica, o dia em que ciclistas de todo o mundo saem às ruas para chamar atenção a essa inversão de valores que vivemos."

Essa matéria foi muito bem escrita e assemelha-se ao que sinto neste momento.

Ainda não compreendo o que levou esse ser de 47 anos a tomar essa atitude de extermínio. Ele tentou Executar 150 ciclistas, que segundo ele, tentaram agredí-lo (o que não consiste com os relatos de testemunhas). Eu não estava no local, não presenciei, mas faremos da forma que a justiça deveria fazer.

Deixando de lado a empatia, vamos ver os fatos:
Um passeio que ocorre toda última sexta-feira do mês, 150 ciclistas na via urbana. Atrás destes veículos querendo seguir o seu rumo. Trânsito lento. Buzinas e gritos pedindo passagem. Sem espaço para um carro passar. Um veículo toca nas rodas dos últimos ciclistas exigindo passagem. Não obteve sucesso. O mesmo então resolve tomar espaço, deixando os ciclistas irem um pouco mais para a frente. Acelera seu veículo e vai de encontro aos ciclistas. Três pessoas sobre seu capô. Parou? Não! Acelera novamente e segue fazendo um strike humano. Mais adiante deixa o seu veículo. Retornou para prestar socorro? Não, apenas livrou-se do Flagrante.
Um garoto de 15 anos estava no carona. Crianças estavam na via pública andando de bicicleta ao lado de seus pais. Pedestres estavam acompanhando o movimento que busca integração e respeito ao ciclista no trânsito de Porto Alegre. Traumas foram criados naquele momento. O responsável? Um bancário de 47 anos. Pessoa instruída, com posses, sem um mínimo de noção do que é cidadania.

Espero e torço para não sofrer mais uma decepção, espero que não caia no esquecimento das pessoas, assim como o caso de tantos "Pedrinhos" que ocorrem no nosso país, espero que apenas o socorro tenha sido omisso e não o sistema judiciário!



20/02/2011

Delícia de vida!!!!

Recentemente descobri que adoro a minha vida.. pela pequenas coisas...
Quando eu era mais nova ficava imaginando o que eu queria ser quando crescer, não sei se estou fazendo o que eu queria, pois nunca realmente soube o que eu queria ser... acabava sempre me imaginando em meio de um momte de gente dando muita risada, e quando me via sozinha, me via  mnainha casa sentada na frente de um computador... veja só, sou abençoada com um monte de amigos super queridos, mesmo não conseguindo passar o tempo que eu gostaria com eles, sei que nosso apreço é mútuo. Sou eu mesma sempre, em qualquer lugar, não sofro com problemas de personalidade difusa e quando estou em casa, basicamente meu note está sempre ligado... no trabalho cuido da parte virtual da empresa, o que faz com que eu passe bastante tempo em sites como o facebook e twitter. Adoro isso!
Hoje em um simples ato vi o quanto curto a minha vida, fui no mercado e enchi o congelador de smirnof ice, quando fui girar a tampa de uma delas, não consegui abrir, então calmamente abri a segunda gaveta do armário e tirei um abidor e em um simples gesto já estava com o gargalo em meus lábios. Se essa cena tivesse ocorrido há um ano atrás, eu não conseguir abrir a porcaria da garrafa teria se tornado basicamente em uma discução, mesmo que eu estivesse sozinha em casa.
Ando mais calma, mais serena, as coisas me incomodam de forma diferente...
Não sei se isso é um lance da idade ou coisa assim, mas sei que o tempo eu aprendi que adorar a minha vida é meio caminho andado para conquistar o que almejo. Nunca pensei bem o que ser quando crescer pelo fato de que a minha verdadeira paixão sempre foi viajar... estar na estrada, ser como o George Clooner em "Amor sem escalas"...
Um dia ainda terei 10 milhões de milhas... por enquanto me contento e poucos passos além de minha fronteira... Próxima parada: Litoral da Bela Santa Catarina... quem sabe eu crie um diário de bordo???

17/02/2011

Um caso de amor

Dia desses estava revendo as minhas fotos e percebi que estou sempre mudando o meu cabelo, em nenhuma foto ele aparece exatamente igual. Adoro essa versatilidade, essa liberdade de mudança, mas o mérito não é meu...
Quando eu era criança tinha o cabelo perfeito, mas eu detestava, era comprido e dava muito trabalho para prender e pentear por ser muito fino...
Eu cresci e o meu cabelo nunca acompanhou o que eu queria. Já tive super curto, comprido, chanel, desfiado, reto, ruivo, roxo, preto, castanho, com luzes, sem luzes, liso, com cachos, com volume e com muito volume... tanto tipo que nem lembro como é o meu cabelo, a cor menos ainda...
Hoje eu sofro de amor. Amo o meu cabelo, estou loira, vezes com ele liso, vezes com ele ondulado. De tempos em tempos faço um corte para mudar, retoco as luzes e me sinto linda.
Foi uma sorte eu ter encontrado em uma esquina um "Anjinho" que faz milagre, cada vez que nos encontramos é um novo milagre que ele faz...
Ele é tão especial que até quando recebe um elogio retribui com muito carinho, quando agradeço pelas obras dele, ouço em reposta: "...é minha tarefa te faazer ficar apaixonada por ti mesmo."
É um ser extraordinário este que encontrei por acaso, estou nas mãos exclusivas dele há um ano e foi o ano que mais amei o meu cabelo, que mais me senti bem em relação a mim. É uma parceria de total confiança, de carinho, de compreensão... vez ou outra surge uma inveja das minhas amigas pelo tratamento especial que eu recebo... mas sempre soube que o meu tratamento não é especial, especial é ele...
É sem dúvida um "Anjinho", um "Anjo" que tive o prazer de cruzar o caminho em um dia aleatório, é o meu Angelo que não dou para ninguém. No máximo empresto, pois acredito que todas tem o direito de sentirem-se como eu me sinto depois de passar por suas mãos!
Muito obrigado meu querido, por me fazer tao bem!!!
Te adoro, mas meu cabelo te ama!!!
Ele não veio sozinho, tem uma família junto, e com o mesmo carinho recebo tratamento especial em minhas mãos e pés, sofro de ansiedade crônica e mesmo sabendo a frustração que deve ser para ela cada vez que olha para minhas unhas, em uma semana eu consigo acabar com o trabalho tão perfeito dela. Me trouxe uma característica, o uso de cores. 
Um dia sentei em sua cadeira, estava péssima e precisava de algo para me animar, ela com sua doçura me perguntou de que cor eu iria querer, olhei e respondi que deveria ser com uma cor oposta ao meu humor. Ela pintou de rosa pink. Fui trabalhar e passei o resto do dia sorrindo, cada vez que enxergava as minhas unhas, dava um sorriso, ainda sem acreditar que eu havia tido coragem de colocar uma cor tão extravagante. Depois a brincadeira seguiu e cada semana uma cor diferente até me encantar por uma específica e meio que se tornar a minha marca registrada...
A memória dessa menina é incrível, ela sabe direitinho a cor da semana da passada e da anterior, as que já usamos e as que devemos usar... é ótimo o papo com ela. 
De uma delicadeza e agilidade impressionante, em menos de 30 minutos estou com minhas mão prontinhas... virou rotina toda semana dar uma escapadinha na hora do almoço e ir brincar com as cores...

É mais uma que eu sou empresto! 
Querida e linda Fran, só tenho a agradecer por todas as cores que colocasse em minha vida!!!
Ainda tenho que citar a Rô que até pelo tefone é maravilhosa, a toda a equipe que sempre me trata com carinho e faz com que eu me sinta em casa...
Eles fazem parte do melhor salão da cidade. Um lugar que não existe cliente e sim um monte de amigos! O pessoal do "Star Charme" é sem dúvidas um Charme!!!
Vocês são extremamente especiais em minha vida!!!


05/02/2011

Life!

Desculpem a minha falta de presença por aqui, eu ando bem ocupada com o maravilhoso mundo da leitura... tenho devorado cada página da vida do Keith Richards. A leitura está formidável...
Hoje recebi uma notícia que ainda estou tentando descobrir como irei lidar com ela.
Faleceu uma pessoa que eu conhecia, não posso dizer que éramos amigos, mas havia muitos amigos em comum entre nós. Apesar da distancia de afeição, era uma pessoa bacana...
Fiquei chocada com a notícia, pelo fato de desconhecer a doença e seu estado nos últimos tempos. Com isso ficou uma britadeira na minha cabeça pensando: "quantas pessoas que eu conheço devem estar com problemas e eu desconheço e sigo com a minha vida?". Lógico que não estou pensando em parar com a vida, ficar estagnada ou sair correndo atrás de todos ou ligando feito uma louca.
Apenas fiquei com a impressão de que muitas vezes esquecemos das pessoas, parecendo que elas nunca foram parte de nossas vidas, que nunca estiveram ali... vamos em frente, conquistamos novas amizades, algumas conseguimos manter contato, mas tem tantos que desconhecemos os paradeiros e simplesmente somem de nossas mentes...
Sinto-me mal em saber que em algum lugar pode ter alguém precisando de um carinho, de uma atenção, saber que é importante sua presença neste plano... e eu não posso fazer nada para mudar o fato de estarem sintodo-se solitário.
Uma vontade de chorar tomou posse de mim, as lágrimas não rolam pela minha face, minha garganta está seca. Meu único pensamento é "como estará meu amigo neste momento?", não aquele que se foi, como já disse não éramos próximos, mas um dos amigos em comum que eu tenho um imenso carinho por ele, esse perdeu uma pessoa muito especial para ele. Isso me preocupa, saber como as pessoas que ficaram estão reagindo.
Força para os que ficam para entenderem que isso é apenas uma transição e muita luz para o que foi!


17/01/2011

Quero tanto!

Voltei a trilhar um caminho desconhecido, sem saber direito o que fazer ou para onde ir... voltei a estaca zero.
Sinto-me maravilhosamente bem onde estou, mas há algo me impulsionando para outro lugar... 
Quero tudo agora, neste momento, neste instante, quero estar aqui e ali, quero o mundo a meu favor, quero vijar muito, quero conhecer mais e mais pessoas, quero me relacionar com pessoas de diferentes culturas. Quer aprender mais, quero saber mais, quero adiquir coisas, quero pintar o meu apartamento, quero pintar um móvel, quero estofar um banco. Quero praticar esportes radicais, quero livrar-me de meus vicios e fantasmas, quero emagrecer, quero comer uma torta de sorvete... quero muito!
Quero tanto que nem sei por onde começar, nem sei para onde olhar. Quero tanto que me perco em meus pensamentos... quero fazer tanto que acabo por não fazer nada...

11/01/2011

Percebi recentemente, ao ler meu diário - o qual está comigo desde minha adolescência- que tenho o hábito de escrever como se estivesse conversando com alguém. Minha primeira reação foi pensar que sou louca, após ler cada folha, cada história contada, cada lágrima deixada ali, cada momento que me fez sorrir... após ler alguns anos de minha vida de forma narrada por mim para alguém, percebi que esse alguém era eu.
Engraçado pensar que gosto de escrever para não deixar com que eu esqueça o motivo da tomada de minhas decições. Descobri que não sou intransigente e inflexível, como acredita ser, descobri que sou muito mais romântica do que um dia ousei imaginar, muito menos carente de afeto do que transpareço e penso ser, valorizo sempre meus amigos, o carinho recebido, o gesto fornecido. Sou grata a tudo de bom que recebi, e descobri que desde muito nova tenho o hábito de encerrar minhas narrativas desejando o bem e emanando ao universo pensamentos e energias positivas, mesmo contra aqueles que por ventura julguei quererem causar-me algum mal.
Me descobri uma pessoa diferente do que eu acreditava ser. O maravilhoso é que me descobri melhor do que eu imaginava.
Muito bom vermos que estamos trilhando o caminho certo, mesmo diante de tantas incertezas. Olhar para tráz e não ter arrependimento das escolhas tomadas, ver o quanto aquele momento de dor trouxe risos anos após... mesmo correndo o risco de parecer sem criatividade, isso não tem preço.

Obrigado ao universo por sempre me fornecer discernimento. Obrigado a natureza pela energia positiva emanada em minha direção. Obrigado aos amigos pela sabedoria em oferecerem-me palavras duras quando precisei ouví-las e por toda emissão de palavras doces, por todas as vezes que elevaram o meu ego. Por todas as vezes que me forneceram as ferramentas necessárias para seguir a diante.

Não tenho mesmo como não ser grata a tudo o que tenho, pois tenho vocês comigo, mesmo que estejam distântes de mim, eu sei que posso contar com vocês. Obrigado por todos esses anos de cumplicidade!


02/01/2011

2011 chegou!!!

No ano que passou, acredito que pela primeira vez, não fiz resoluções de Ano Novo. Para o ano que se inicia só tenho uma coisa em mente: Ser Feliz!
Farei todo o possível para ter um ótimo ano todos os anos. Por motivos alheios ao meu conhecimento, tenho vivido mais, feito mais coisas que quero e deixei de me anular, ouço as minhas necessidades e vou em busca delas...

Para todos um ótimo ano!!!